filtros Inflow.jpg
 
 
O Filtro de ar do seu carro é mais importante do que você imagina, os filtros de ar automotivos InFlow proporcionam um ganho de potência e torque, economia de combustível, uma filtragem eficiente do ar, diminui os custos de manutenção do seu carro e também ajuda o meio ambiente.  CLIQUE E SAIBA MAIS >
potencia.png
dyno.jpg
Veja os resultados na prática: Logan 1.6 – teste realizado em 30/03/2010
Ganho Real De Potência Comprovado
 
Um dos fatores que limita o desempenho da potência e torque do motor é a mistura ar/combustível. Então, uma das medidas iniciais para que um motor tenha mais potência, é que se tenha um fluxo de ar sem restrições. Da mesma forma o ar deve ser proveniente de regiões protegidas do calor para garantir melhor desempenho do motor.
O motor de combustão interna é uma máquina térmica, que transforma a energia proveniente de uma reação química em energia mecânica. O processo de conversão se dá através de ciclos termodinâmicos que envolvem expansão, compressão e mudança de temperatura de gases.
São considerados motores de combustão interna aqueles que utilizam os próprios gases de combustão como fluido de trabalho. Ou seja, são estes gases que realizam os processos de compressão, aumento de temperatura (queima), expansão e finalmente exaustão.  Como podemos observar, o motor desses veículos funciona pela queima de combustível, ou seja, pela combinação da ar/gasolina (ou ar/metanol, ar/álcool, e assim por diante). 
Encontre o filtro ideal para o seu veículo clicando no logotipo correspondente a marca do seu veiculo
seta animada gif.gif
economia.png
Mais Potência Com Menos Combustível

 

A restrição do meio filtrante ocorre quando a quantidade máxima de partículas que pode ser coletada no elemento filtrante começa a interferir na passagem adequada do ar para o motor. Em conseqüência o desempenho do veiculo e a economia de combustível, ficam comprometidos.

22 viaturas da Polícia Militar de Santa Catarina foram utilizadas para teste real em 2010 e submetidas ao controle rigoroso de medidas de consumo de combustível com filtro original e com INflow durante 3 meses. Os resultados indicaram economia média de 7%. 

No dia 10 de maio de 2010, iniciou-se um projeto de parceria entre a Polícia Militar de Santa Catarina e a TRYTECH, proprietária da marca dos filtros INFLOW-HPF. O projeto consistiu da substituição dos filtros de ar de papel (tradicionais), pelos filtros INBOX INflow-HPF, em vinte e duas viaturas da Polícia Militar de Santa Catarina, com sede na Grande Florianópolis.

 

O objetivo do projeto foi de testar em condições reais o efeito do uso dos filtros INFLOW-HPF nos seguintes quesitos:

 

  1. Diminuição dos custos com manutenção;
  2. Redução dos gastos com combustível; e
  3. Melhora no desempenho dos veículos - Ganho de Potência.

Os dados de consumo e quilometragem de cada viatura foram analisados mensalmente e fornecidos pelo sistema de gestão da PMSC que utiliza software específico de controle de consumo de combustível da frota. Os dados obtidos foram comparados com as medias dos três meses antes da instalação dos Filtros INFLOW-HPF e três meses após a instalação dos filtros. Como resultado, tivemos uma redução média no consumo de combustível de 7%, nas 22 viaturas.

Diminuição Dos Custos De Manutenção
 
Os filtros INflow são resistentes a variações extremas de temperatura e também inertes a maioria dos compostos químicos. Portanto os filtros INflow são muito resistentes ao estresse a que são submetidos dentro do compartimento do motor. Os filtros INflow podem ser lavados quando sujos e reutilizados. Portanto, você não precisará comprar mais filtros de ar por anos, podendo até utilizar o mesmo num outro carro que venha a adquirir (no caso, o filtro INflow cônico ou o inbox, se este possuir caixas de ar iguais. Exemplo, Ford Focus 1.6L, 1.8L e 2.0L 16V, Astras, Palios, etc.).
A vida útil recomendada dos filtros INFLOW é de 60000 km ou 2 anos, o que chegar primeiro.

 

Fluxo De Ar Otimizado

 

A porosidade do filtro é definida como média do número de células abertas (poros) por área do filtro. De maneira simples, quanto mais poroso for o meio filtrante, menos resistência a passagem do ar. Logo, quanto menos poroso, maior o poder de filtragem mas também maior será a restrição a passagem do ar (tecnicamente reconhecido como perda de carga). Podemos observar isso, num teste comparativo entre os filtros INFLOW e os filtros tradicionais de papel utilizados no Brasil.

economia3.png
Filtragem Eficiente

 

A principal função do filtro de ar automotivo é filtrar (reter) as impurezas e as partículas presentes no ar, tais como poeira, areia, fuligem, entre outras. O filtro de ar deve garantir que apenas o ar limpo chegue ao carburador ou sistema de injeção e aos cilindros do motor. Caso isso não ocorra poderá causar desgastes prematuros ao motor. Os filtros INFLOW possuem espessura de material filtrante diferenciado dos demais concorrentes disponíveis no mercado Nacional. 

motor.jpg

O sistema de filtragem INFLOW consegue evitar a penetração de partículas potencialmente destrutivas ao motor, mantendo uma correta filtragem. Como curiosidade basta dizer que partículas de tamanho entre 10 e 15 micrometros (ou cem vezes menor que um milímetro) são as que causam maior parte do desgaste do motor.

Os filtros INFLOW possuem espessura de material filtrante diferenciado dos demais concorrentes disponíveis no mercado Nacional.

Os filtros INFLOW são 100% recicláveis; De fato, 95% da constituição do material filtrante é ar !

A redução mínima de consumo de 10 para 10.5 km/L com a utilização dos filtros INFLOW, para ilustração, demonstra uma redução da emissão de gases do efeito estufa de 0.2 toneladas (200 quilogramas) de gases do efeito estufa por ano

Portanto, a cada 5 filtros INFLOW instalados, 1 Tonelada de CO2 deixa de ser lançada anualmente no meio-ambiente

duvida-interna.jpg
SE O FILTRO INFLOW É TÃO BOM POR QUE O CARRO NÃO VEM DE FÁBRICA COM ESSE FILTRO?

 

Devido aos custos: filtros de papel são mais baratos para se fazer em grandes quantidades quando comparados aos filtros de poliuretano. Entretanto, muito embora o preço do poliuretano seja mais elevado do que o papel, algumas montadoras já vêm utilizando este material em cerca de 10-30% na confecção dos filtros de ar originais.
MEIO FILTRANTE
O meio filtrante consiste em plástico poliuretano. Esse material possui uma estrutura especial em forma de células justapostas que favorecem o fluxo de ar e ao mesmo tempo permitem a retenção de partículas. O Poliuretano é um material flexível e possui fibras estruturais tridimensionais em forma de dodecaedro. 
Para complementar o processo de filtração, é utilizado óleo viscoso não tóxico na superfície do filtro, que auxilia na captação das partículas micrométricas.
 

POROSIDADE

A porosidade do filtro é definida como média do número de células abertas por centímetro quadrado do meio. De maneira simples, quanto mais poroso for o meio filtrante, menos restritivo será o filtro. Quanto menos poroso, maior o poder de filtragem, mas também maior será a restrição do ar (ou maior a perda de carga). 
A redução da perda de carga de um filtro de ar constitui uma das maneiras mais fáceis e econômicas de aperfeiçoar a potência, torque e economia de combustível.

O leitor pode perceber que em várias classes de corridas os carros simplesmente não possuem elemento filtrante, isto porque filtros geralmente acrescentam perdas de carga e conseqüentemente restringem o motor de combustão interna ao seu potencial máximo. Carros de corrida, que não utilizam filtro sofrem constantes retíficas. Dependendo da classe ou eventos dos quais são submetidos, estes motores são retificados a cada 0,4 Km percorridos como é o caso dos carros “dragsters” com mais de 1.200 HP. Isso coloca o leitor numa posição de incertezas entre poder desfrutar de maior economia e desempenho ou correr o risco de uma falha prematura do motor e gastos desnecessários com a retífica de anéis dos pistões, brunimento do bloco e/ou bronzinas.
Os filtros INflow são desenvolvidos considerando:

  • A potência do veículo em questão (HP);
  • A eficiência volumétrica do motor (%) aspirado, turbinado ou supercharged;
  • A velocidade de fluxo de ar admitido (m³ por minuto ou CFM);
  • As características ambientais (tipos de estradas, track, street, rally, etc.).

A espessura dos filtros INflow tem papel importante na filtração e fluxo de ar, isto porque enquanto os filtros convencionais de papel possuem a espessura de apenas 0,5 milímetros ou um milímetro de espessura no caso dos filtros de fibra de algodão, os filtros INflow possuem espessura de 5 centímetros. O filtro INflow possui cerca de 50 vezes maior área em espessura do que os filtros convencionais, permitindo que muito mais partículas sejam armazenadas no material filtrante antes que a restrição ocorra. Nos casos dos filtros de papel ou fibras de algodão, não existe possibilidade do ar fluir se a superfície apresentar uma camada fina de poeira (partículas). Mesmo que estes sistemas possuam bom fluxo quando novos, estes rapidamente se tornam restritivos com o uso, logo após ser depositada uma camada fina de partículas em sua superfície. Os filtros INflow, no entanto, permitem o acumulo de gramas de poeira em toda sua estrutura filtrante antes que a restrição ocorra. Outro fato interessante é que os filtros de algodão que também são laváveis e reutilizáveis, perdem aproximadamente 10% do poder filtrante devido à desestruturação das fibras de algodão. Portanto, para manter os filtros de algodão eficientes e menos restritivos, várias lavagens são necessárias, comprometendo a filtração.

Os filtros INflow, foram construídos com porosidade específica e equilibrada para que pudesse garantir pequena perda de carga sem comprometer a filtração. Em termos de desempenho, um sistema que possui menos restrição a passagem do ar reduz o esforço do motor em ingerir o ar a cada movimento descendente do pistão. Com isso, favorece o preenchimento completo de ar em cada ciclo do sistema Otto. Com a compressão do pistão contendo maior volume de ar, mistura correta de combustível e tempo de injeção corretos, maior será a pressão (e temperatura) na câmara de combustão, aumentando conseqüentemente a força na superfície do pistão e torque no virabrequim. Lembrando que horse-power (HP) = torque x rotações por minutos (RPM) / 5252. Outros filtros de ar convencionais, com grande porosidade, são péssimos na contenção (filtragem) de partículas do ar (poeira) o que acelera o desgaste prematuro do motor.

Como discutido acima, o sistema de filtragem INflow consegue evitar a penetração de partículas potencialmente destrutivas ao motor, mantendo uma correta filtragem. Como curiosidade basta dizer que partículas de tamanho entre 5 e 15 micrômetros (ou mil vezes menor que um milímetro) são as que causam maior parte do desgaste do motor.
Os filtros INflow possuem espessura de material filtrante diferenciado dos demais concorrentes disponíveis no mercado Nacional.

IMPORTANTE: Não será de nossa responsabilidade, eventuais danos causados ao veículo ou motor que utilizarem material não indicado e/ou fornecidos por nossa empresa.

DESEMPENHO E ECONOMIA

A restrição do meio filtrante ocorre quando a quantidade máxima de partículas que pode ser coletada no elemento filtrante começa a obstruir a passagem de ar. Em conseqüência, o desempenho do veículo e a economia de combustível, ficam comprometidos. O leitor deve saber que os elementos filtrantes de papel, ao atingirem quilometragem estabelecida pelo fabricante e/ou montadora (cerca de 5 a 12 mil km ou 6 em 6 meses) necessitam ser trocados por filtros novos. Um dos primeiros sintomas de um filtro “sujo” ou restritivo consiste na perda de economia de combustível e perda de potência pelo motor. Esses sintomas indicam ao motorista cuidadoso que é tempo de uma manutenção, onde geralmente a primeira peça a ser substituída pelo mecânico experiente é justamente o filtro de ar. Conseqüentemente, milhões de filtros de papel são descartados em aterros sanitários todos os anos. Os filtros foram desenvolvidos para proporcionar longa vida útil. Ou seja, não existe a necessidade de troca. Melhor ainda, os filtros podem ser lavados e reutilizados, por anos, antes de serem descartados em coletas seletivas para reciclagem do plástico. Para isso, basta o cliente seguir as instruções simples de manutenção.

A FIGURA 2 mostra a perda de carga em conseqüência do acumulo de partículas em vários filtros encontrados no mercado, entre eles, o famoso filtro americano K&N e o filtro convencional de papel.

VANTAGENS

Os filtros INflow são banhados em sua superfície com óleo mineral não tóxico, tecnicamente desenvolvido para aumentar a captação de partículas e oferecer a menor restrição de ar. Como analogia, o óleo atua como o muco do sistema respiratório humano, atuando na captação das partículas pequenas. O uso dos filtros INflow sem óleo especial não oferecem a filtração apropriada. Portanto todo o filtro DEVE SER DEVIDAMENTE UTILIZADO COM O ÓLEO RECOMENDADO. APÓS SUA LAVAGEM DEVE-SE COLOCAR O ÓLEO ADEQUADO PARA SUA REUTILIZAÇÃO. Esse procedimento manterá a vida útil dos filtros por muitos anos conforme suas especificações de fabricação.

As vantagens do filtro são:

  1. Mínima restrição de passagem do ar e, portanto maior desempenho do motor com maior economia de combustível.
  2. Embora a restrição de ar pelo filtro seja minimizada, é importante esclarecer ao cliente que existem caixas de ar originais extremamente pequenas. Um motor que apresenta caixa de ar pequena só poderá utilizar um filtro INflow próprio para esta caixa, portanto a área superficial do filtro também será pequena. Reduzindo a área superficial do filtro, aumenta-se a velocidade do ar passando pelo meio filtrante aumentando também a restrição do sistema. Além da caixa de ar, alguns sistemas apresentam tubulações corrugadas, com ângulos fechados ou de pequeno diâmetro. Tudo isso contribui para uma restrição e perda de carga no sistema. Por este e outros motivos é que os filtros INflow apresentam melhores resultados em alguns tipos de veículos comparados a outros. Os filtros INflow são resistentes a vários produtos químicos e podem ser utilizados em temperaturas de -40°C a +95°C.
COMO SURGIU O INFLOW?

 

História contada pelo idealizador dos Filtros Inflow 
 
Eu, Márcio, sou o responsável por criar o INFLOW.
Entre 1999 e 2007 morei nos EUA enquanto cursava doutorado e pós-doutorado. Neste tempo fui bastante influenciado pela cultura automobilística existente naquele país.
Foi então que no ano 2000 comecei a "tunar" o meu próprio carro, um Mazda Protege. Obviamente, uma das primeiras alterações que uma pessoa realiza para deixar o carro mais "esperto" consiste em:
1) Filtro de ar menos restritivo;
2) Sistema de escapamento mais livre;
3) Acerto no ponto de ignição; e
4) Ajuste na pressão de combustível, principalmente nas ECUs dependente de MAP e não MAF.

Portanto, nos anos 2000-2001, devido ao fácil acesso as partes de preparação daquele país e os preços acessíveis, comecei a testar em meu próprio veículo, vários sistemas de filtros de ar. Tive uns 7 tipos diferentes de K&N, Ingen, Ractive, AEM, PRM. Segundo testes em Gtech RR na época, todos apresentaram benefícios.
Alguns variavam os ganhos dependendo da região de RPM, mas no geral os benefícios foram observados. Foi então, que durante estas inúmeras trocas entre filtros e intakes, me deparei com uma péssima filtragem do até então considerado o melhor filtro de ar do mundo... O famoso K&N.
Isso coincidiu com a época me maior poeira na cidade, que ocorre durante a colheita de milho no estado de Iowa. Eu fiquei muito decepcionado na época e foi então que comecei, juntamente com o curso de doutorado em poluição atmosférica, a procurar um melhor sistema de filtragem para o meu próprio carro e que mantivesse a performance equivalente ao K&N. Depois de muitas pesquisas acabei na linha de aviação. Imaginei que os sistemas de filtragem de Cesnas deveriam ser adequados devido a questões óbvias de segurança que estes motores precisam e os prazos de manutenção. A primeira matéria prima então foi adquirida em uma loja de aviação, para a fabricação de um filtro de ar próprio para o meu Mazda.

Lembro que o preço foi, na época, bem amargo porque eles não vendem pedaços de filtro desta maneira e eu fui uma exceção. Bom, preparei uma estrutura esquelética para o filtro e segui algumas definições de filtragem, porosidade e fluxo do material em virtude desta mesma porosidade e espessura total do filtro. O filtro então ficou no formato do original e foi para a caixa de ar do Mazda. Logo na primeira impressão eu gostei. O carro não havia perdido desempenho, permanecendo como os outros tipos de filtros de alta performance que eu havia testado (os de algodão). O filtro foi observado durante vários anos para avaliar a eficiência (visual na época) para determinação da eficiência da filtragem. Realmente o intake estava sempre limpo e isso me deixou muito feliz. Eu tinha performance e tinha filtragem, no mínimo, adequada (ou superior ao dos outros sistemas que eu havia utilizado). Durante este tempo todo, comecei a ver também que filtros de espumas não eram novidade, muitas marcas e modelos existiam e vi que o negócio era ok para uso também em motos e carros e não apenas aviões.

Foi então que um dia, num fórum, Zetec Clube, alguém me perguntou qual o filtro de ar que eu usava. Então respondi: "O meu próprio". Isso gerou muita discussão na época, até que uma pessoa resolveu comprar um filtro igual ao meu. E agora? O que faço?
Bom, falei pra ele que poderia sim fazer o filtro, se ele me desse as dimensões do sistema original e pagasse o material e a postagem EUA --> Brasil. Ele topou.
O primeiro filtro foi então "vendido". Este filtro foi denominado por mim de HPF (High Performance Filters). A pessoa que recebeu o filtro instalou e gostou muito dos resultados. Isso gerou mais e mais discussões em fóruns, etc., e as pessoas começaram a fazer pedidos. Assim, então, começou...
Em 2007 retornei ao Brasil. Consegui 4 sócios para me ajudar, e o filtro HPF tornou-se INflow devido a problemas de registro da marca HPF.
Enfim, de 2000 a 2014 o filtro passou por MUITAS mudanças, adequações, testes laboratoriais e reais em frotas, etc. E vocês, clientes e amigos, passaram a ser o motivo da nossa empresa.

Por isso eu conto essa história. Porque não vendemos um produto. Vendemos como a nossa própria história diz, a paixão por performance e entusiasmo da comunidade que compartilha exatamente o mesmo que a gente.
Tentei resumir um pouco da história aqui pra vocês. Espero que tenham gostado. Um grande Abraço!